chicago pneumatic ferramentas industriais como escolher esmerilhadeiras

Considerar a aplicação antes de comprar a ferramenta ideal é fundamental

No dia a dia das indústrias metalúrgica, de fabricação, de fundição ou construção naval, ao se deparar com a necessidade de aquisição de esmerilhadeiras, a maioria dos profissionais costuma considerar apenas o tipo de disco abrasivo para a escolha da ferramenta, o que não é suficiente para uma boa análise: de acordo com a aplicação, a opção por um modelo vertical ou angular pode fazer toda a diferença.

Mas, afinal, como escolher esmerilhadeiras?

Contar com a ferramenta ideal para cada aplicação faz toda diferença na produtividade alcançada. Por isso, na escolha, você deve considerar dois outros fatores, além do tipo de disco:

  • Primeiro, verifique se a ferramenta selecionada possui a velocidade correta para utilizar o abrasivo que será usado na aplicação.
  • Em seguida, inclua as preferências de trabalho do operador, para garantir a ergonomia e o conforto.

Esmerilhadeira angular X esmerilhadeira vertical: qual a melhor opção?

Confira, a seguir, algumas orientações para acertar nessa escolha

3 casos em que é melhor usar uma esmerilhadeira angular

chicago-pneumatic-ferramentas-industriais-como-escolher-esmerilhadeiras-1

1. Ao usar discos de desbaste entre 4” (100 mm) e
6″ (150 mm)

Normalmente, as esmerilhadeiras angulares são projetadas para discos abrasivos com tamanhos entre 4″ (100 mm) e 6″ (150 mm).

Você pode encontrar alguns modelos angulares projetados para diâmetros de abrasivo maiores. No entanto, o desempenho é muito inferior se comparado a um modelo vertical — solução ideal para aproveitar ao máximo abrasivos de maior diâmetro, como discos de 7” e 9”, bem como discos de copo.

2. Quando a capacidade de manobra é a prioridade

O tamanho compacto das esmerilhadeiras angulares permite operações fáceis ao trabalhar em áreas de mais difícil acesso, além de evitar a sobrecarga da ferramenta nessas condições.

3. Quando a visibilidade do abrasivo é a prioridade

Graças ao seu tamanho compacto, o trabalho com uma esmerilhadeira angular garante boa visibilidade do abrasivo quando é necessária alta precisão para o trabalho.

3 casos em que é melhor usar uma esmerilhadeira vertical

chicago-pneumatic-ferramentas-industriais-como-escolher-esmerilhadeiras-2

1. Quando é necessária alta potência

Algumas aplicações requerem maior potência para maximizar a quantidade de material removido, ou quando o material removido é de alta resistência, como ligas metálicas.

Nesses casos a esmerilhadeira vertical se destaca: seu motor gira ao redor do mesmo eixo de rotação do disco abrasivo, reduzindo as perdas mecânicas, podendo fornecer até 4,5Hp (3400 W) de potência, permitindo remover rapidamente grandes quantidades de material.

2. Ao trabalhar em peças grandes

Algumas rebarbas de fundição e da fabricação de grandes estruturas requerem cobertura de amplas superfícies, ou esmerilhamento em longas distâncias.

Nesses casos, os discos abrasivos de 7” (180 mm) e 9” (230 mm) permitem trabalhar com mais rapidez do que os discos abrasivos de 4” (100 mm) ou 5” (125 mm).

Em outras palavras, se você está trabalhando em uma grande aplicação, use ferramentas maiores.

3. Ao trabalhar em bancadas

Para essa aplicação específica, o peso das esmerilhadeiras verticais ajuda o operador a reduzir a força de avanço necessária, tornando seu trabalho mais confortável e ergonômico.

Agora que você sabe como escolher esmerilhadeiras, quer conhecer as opções verticais e angulares da Chicago Pneumatic? Fale com nossos especialistas!  

chicago_pneumatic_ferramentas-industriais_expert_daniel_dacal

Este artigo foi relevante para você?

Clique na estrela para avaliar

Média 4.3 / 5. Total de votos: 7

Não há votos! Seja o primeiro a avaliar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *